As redes sociais têm dominado grande parte das nossas vidas. Segundo pesquisa Social Media Trends, realizada pela Rock Content em 2017, 92,1% dos participantes afirmaram estar presentes e ativos nessas plataformas. Mas o que começou como uma nova forma de manter contato com os amigos ou dividir momentos bacanas da vida, se tornou um hub de influência sem igual. Hoje, as mídias sociais funcionam como um canal importantíssimo para o primeiro contato entre marca e consumidor. É nesse ambiente que muitos clientes buscam informações, acompanham a opinião de outras pessoas e tomam suas decisões de compra. E em um mundo onde tudo que as marcas mais precisam e buscam é dados, as redes sociais são um universo de informações essenciais para estreitar as relações com o público.

Se isso já vale durante o ano todo, fica ainda mais evidente com a proximidade da Black Friday, uma das datas mais esperadas do ano pelo varejo e, claro, pelos consumidores. Uma pesquisa divulgada pela Agência Edelman Significa revelou que, na edição do ano passado, o número de vezes que o termo Black Friday foi citado nas redes sociais até o dia 23 de novembro ultrapassou 469 mil menções, tendo pico de mais de 120 mil citações no dia anterior à data. Para você não errar a mão e saber como aproveitar as redes para alavancar o marketing do seu negócio antes, durante e após a BF, anote essas dicas da NewBlue:

1. Escute

O que as redes sociais podem oferecer de melhor para as marcas é a possibilidade de escutar seu consumidor, saber suas preferências e seus desejos, isso permite uma maior assertividade na hora de ofertar um produto ou serviço. Por esse motivo, é muito importante, antes da Black Friday, mapear comentários nas postagens, fazer uma busca de termos e hashtags relacionadas à data, criar enquetes, tudo para entender melhor a expectativa do seu público e, assim, entregar o que ele mais deseja.

2. Prepare os perfis

Key Visual, Formatos, bios e Links: é necessário garantir que todos os perfis da marca estejam coordenados com a campanha de Black Friday. Crie uma identidade visual diferente para envelopar as redes (avatar e cover) e os posts também, dessa forma o usuário saberá de que se tratam as ofertas da Black Friday. Como muitas marcas participam da ação, é preciso inovar, buscar novos formatos e criativos que deem destaque na timeline.

3. Inove

Esta é uma época do ano que realmente exige inovação, apenas com novas ideias, sua marca irá se destacar dentre tantas outras. Portanto, busque criar ações que chamem a atenção do usuário. Um bom exemplo disso foi a ação criada por uma grande varejista no Facebook na última Black Friday. A campanha propunha uma compra cega ao público, que clicava no post e era redirecionado para efetivar uma compra sem saber o que iria receber em casa. A iniciativa rapidamente viralizou e vendeu mais de 700 produtos com ofertas, de fato, incríveis.

4. Mantenha o foco nas ofertas, mas não se esqueça do Social Branding

Nesta época, é inevitável postar muito sobre ofertas, mas é necessário tomar certo cuidado com a abordagem para não se tornar repetitivo e invasivo. O objetivo deve ser a conversão, mas não apenas isso, é um período de oportunidade para criar ações de engajamento e fazer com que a marca ganhe mais visibilidade.

5. Community Management Real Time

Acompanhar os comentários nos posts em tempo real pode gerar muitos insights, ajuda na coleta de informações e, também, a entender o que, efetivamente, os usuários estão buscando para impactá-los com produtos e ofertas mais assertivas. Como tudo acontece em apenas um dia, a agilidade de atendimento pode ser um fator importante e decisivo para a conversão, por isso, é necessário estar atento a dúvidas e questionamentos e pronto para saná-los o mais rápido possível.

6. Busque ou crie comunidades de interesse

Com o anúncio do Facebook, em agosto de 2017, sobre tornar os grupos o centro da rede e também aumentar a visibilidade para as comunidades, já notamos uma mudança de comportamento do usuário, buscando sempre participar de grupos de interesse. Ainda não há como fazer anúncios nos grupos, mas existem formas de participar e uma delas é se inscrevendo nos grupos já existentes (não recomendamos fazer posts de anúncios, pois, em alguns, isso é motivo de ser banido). Neste caso, a sugestão é mapear grupos referentes à Black Friday e participar ativamente dos tópicos discutidos. Outra maneira é criar o próprio grupo e convocar usuários participativos para que convidem seus amigos que possam se interessar pelas ofertas. Não podemos nos esquecer dos grupos de Whatsapp, terceira rede mais utilizada no Brasil, perdendo apenas para o Facebook e o Youtube.

7. Tendências para a Black Friday 2018

Vídeos. Apresentar as ofertas em vídeo será uma tendência nesta Black Friday. Em 2017, já vimos muitas marcas adotando a estratégia, uma vez que o formato permite passar mais informações e ainda conta um valor de patrocínio mais baixo: um maior alcance por menos. Uma dica para aumentar o engajamento é legendar os vídeos já que, segundo o Digiday, no Facebook, 85% deles são visualizados sem som. Além disso, torna-os acessíveis à comunidade surda.

Influenciadores.Uma grande aposta são marcas promovendo a campanha da Black Friday 2018 por meio de youtubers e blogueiros referências dos produtos que vão ofertar.

Lives e ações que dão voz à audiência. Enquetes para escolha de ofertas e participações em tempo real: sem dúvida, a participação do cliente está cada vez mais importante nas ações de grandes marcas para a Black Friday, e isso só tende a ganhar mais corpo, assim como as Lives, que permitem mais agilidade na hora de ofertar.

GIF’s e humor. Esta é outra grande tendência para ajudar na aproximação com o usuário. A utilização de GIF’s e de linguagem de humor é uma estratégia que tende a aumentar o engajamento, pois torna a comunicação mais próxima e descontraída. Muitas marcas já aderiram e, a cada ano, notamos uma crescente no uso desta abordagem.

O período pede uma atenção redobrada à estratégia das empresas nas redes sociais. É preciso usar esses canais para ser assertivo e converter fluxo para o e-commerce. E a regra número um para um negócio de sucesso nas mídias é ser data driven. Com posts direcionados ao comportamento do seu público-alvo, vai ser muito mais fácil conquistar, e até superar, o resultado esperado.

* Caroline Marion é head de Social Media da NewBlue